21/10/2016

Presidente da CNA é homenageado no Estado do Amazonas com a "Ordem do Mérito Agropecuário 2016"

Manaus (AM) (21/10/2016) – O presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, recebeu nesta quinta feira (20), a medalha da “Ordem do Mérito Eurípedes Lins”, a maior honraria da “Ordem do Mérito Agropecuário”. A cerimônia foi realizada pela Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Amazonas (FAEA), em Manaus. 

“Tudo começa no produtor rural. Ele tem que buscar uma forma própria de produzir, pela região em que se encontra, pelas particularidades do escoamento de safra. Aqui o rio é o local mais adequado para escoar e para produzir também. E todo o resto é um grande desafio. Esse contexto faz com que a Amazônia, aos poucos, vá encontrando, por meio de seus produtores, sua forma própria de se impor, perante o país como grande produtora de alimentos”, afirmou João Martins. 

Promovida pela FAEA, a cerimônia da Ordem do Mérito Agropecuário do Amazonas 2016, que é realizada a cada dois anos, foi marcada por grandes homenagens a personalidades do empreendedorismo rural. Por meio de suas trajetórias e inovações tecnológicas empregadas no exercício de suas atividades, elas contribuíram para o progresso do setor, tanto no Amazonas quanto no resto do País. 

Nesta edição do evento, seis empresários do segmento rural foram escolhidos por sua relevância para o setor. Na abertura da solenidade o presidente da FAEA, Muni Lourenço da Silva Júnior, enfatizou que a iniciativa da Federação existe com o intuito de premiar o talento e a dedicação de produtores e empresários rurais que empreendem grandes ações no estado, a despeito dos desafios.

“Esses empresários servem de espelho para a atual e futuras gerações e apontam, sem dúvida, que existe um futuro promissor para o setor primário amazonense. O mérito agropecuário da FAEA quer dar o justo reconhecimento de valorização à classe rural, divulgando o árduo trabalho de obstinados empreendedores de nossa terra”, ressaltou Muni Lourenço.

 
Destaques - Entre os homenageados da noite, o empresário Sérgio Vergueiro recebeu a comenda na categoria agroindústria por sua trajetória no extrativismo. Ele comanda o cultivo da castanha extensiva no estado, com mais de 1,5 milhão de árvores plantadas, o que possibilitou a criação da Econut, marca de castanhas orgânicas, 100% amazônicas.

O proprietário da Fazenda São José, em Presidente Figueiredo, José Mário de Oliveira Resende, foi agraciado na categoria pecuária, por seu desempenho na criação de gado leiteiro no Amazonas.  A fazenda é referência em melhoramento genético animal, através do uso de técnicas como inseminação artificial e fertilização in vitro no rebanho com predominância da raça girolando.

O piscicultor, Luiz Elder Bonfá, foi homenageado pela aplicação de tecnologias modernas na criação de peixes, feitas em conjunto com a Embrapa. Sua propriedade, em Rio Preto da Eva, produz cerca de 400 toneladas de tambaqui por ano.

Na categoria agricultura, o proprietário da Fazenda Santa Rosa, Edney Marques, recebeu a comenda. Ele vem empregando processos sistemáticos de melhoria no cultivo, o que já lhe rende uma produção média de 800 toneladas de limão por ano, 1.800 toneladas de laranja e 900 toneladas de tangerina.

O engenheiro agrônomo, Jônadan Min Ma, que atua no Triângulo Mineiro, foi lembrado na categoria ‘menção honrosa’ por sua importância para o segmento rural e por influenciar empresários do meio com suas práticas positivas, empregadas em suas propriedades. 

Termo técnico - Além da premiação, a cerimônia, ainda, foi marcada pela assinatura de Termo de Cooperação Técnica, que prevê a implantação no Amazonas dos programas Pró-genética e Pró-fêmeas. O objetivo é intensificar o processo de melhoramento genético do rebanho amazonense, a partir da facilitação do acesso de produtores rurais do estado a animais de genética superior. A intenção é que este programa proporcione melhoria da produtividade pecuária e incremento da renda das famílias rurais.

Assinaram o documento, que será encaminhado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o  presidente da FAEA, Muni Lourenço, o secretário de Estado da Produção Rural, Sidney Leite, o presidente da Associação Brasileira de Criadores de Girolando, Jônadan Min Ma, o presidente da Agência de Defesa Agropecuária Florestal do Estado do Amazonas (ADAF), Hamilton Casara e o diretor-presidente do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário do Estado do Amazonas (IDAM), Edimar Vizolli.

 

Assessoria de Comunicação CNA com assessoria de comunicação da FAEA
Telefone: (61) 2109 1419
cnabrasil.org.br
canaldoprodutor.tv.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA 
instagram.com/SistemaCNA

Veja também