05/05/2016

Motivação dos participantes marca início do Programa CNA Jovem nos estados

A etapa estadual do CNA Jovem, principal novidade da edição 2016 do programa realizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), já começou em 16 estados e a motivação dos participantes tem sido a marca registrada do primeiro encontro presencial. Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Roraima, Santa Catarina e Tocantins realizaram os seus eventos a partir do dia 9 de abril.  Apenas três estados ainda não deram o pontapé inicial. Goiás reunirá os seus participantes no próximo final de semana, 7 e 8 de maio, enquanto o Rio Grande do Sul, nos dias 13 e 14. Rondônia será o último: 14 e 15 de maio.

A coordenadora técnica do programa, Fernanda Jackeline Nonato, conta que um grupo de instrutores do SENAR Brasil acompanhou os eventos em oito regionais e que o envolvimento dos jovens nas atividades foi o principal destaque. Neste momento inicial, explica ela, o foco dos encontros foi apresentar os desafios da agropecuária nos respectivos estados para que os participantes possam decidir e alinhar em que área pretendem trabalhar e construir seus planos de ação nesses três meses  em que estarão também desenvolvendo suas capacidades de liderança.

”Eles puderam aprender mais sobre o Sistema CNA/SENAR e conheceram os desafios do agro nos seus estados. De maneira geral, podemos perceber que eles ficaram motivados e que conseguimos alinhar as expectativas em relação à atuação de liderança deles. Também é importante destacar a grande participação dos superintendentes do SENAR e dos presidentes de Federação, que receberam os jovens e estão abraçando a causa”, avalia.

Outro ponto positivo apontado por Fernanda foi a presença de egressos da primeira edição do CNA Jovem nos encontros. Cezar Busato, Adilson Rezende e Ricardo Arruda contaram um pouco da sua experiência para os participantes da Bahia, Rio de Janeiro e Mato Grosso, respectivamente. O segundo encontro presencial deve ocorrer ao longo de maio em quase todas as regionais do SENAR.

Empolgação nos estados

Grupo que participa do programa no Rio de Janeiro

No Rio de Janeiro, o envolvimento dos 17 jovens com o programa surpreendeu o instrutor Mozart Valle, com quase 10 anos de experiência dentro do SENAR Rio. Ele revela que até nos momentos de lazer os participantes procuraram trabalhar temas do CNA Jovem, além de alguns integrantes se reunirem fora dos horários para estudarem em grupos. “Achamos muito interessante que o pessoal não perdeu o foco. À noite eles jogavam RPG utilizando assuntos relacionados com o programa. Sabemos que acaba sendo uma competição, mas estamos impressionados com a integração e o ótimo nível da turma. Temos uma matéria-prima importante nas mãos e será um grande desafio escolher três pessoas. Estamos até pensando em propor atividades extras para poder ter mais critérios para avaliar”, reconhece.

Turma do CNA Jovem do Amapá com o Presidente da FAEAP, Luiz Iraçu Guimarães Colares, e o superintendente do SENAR-AP, Francisco Rocha de Andrade

Estreante no CNA Jovem, o Amapá tem representantes de quase todos os 16 municípios do estado na sua etapa. O superintendente do SENAR-AP, Francisco Rocha de Andrade, destaca a participação de jovens ligados a Sindicatos Rurais, agrônomos, técnicos e representantes da Associação de Produtores de Soja e Milho (Aprosoja) na turma. De acordo com Andrade, os jovens assistiram a palestras sobre o agronegócio e liderança e, que a partir disso, já passaram a trabalhar nos desafios regionais que o setor enfrenta. “Eles estão empolgados com o programa e engajados em desenvolver os planos de ação que serão apresentados no último encontro. O Amapá é um estado muito jovem. A agropecuária está crescendo e precisamos identificar novas lideranças. Acredito que teremos muitos frutos até o final do programa”, prevê.

A superintendente do SENAR Bahia conversou com os jovens baianos no evento

A superintendente do SENAR Bahia, Carine Menezes Magalhães, considera a criação da fase estadual do CNA Jovem uma inovação e uma experiência única para os 19 participantes baianos. Na opinião dela, os encontros permitem aos jovens ampliar a sua visão sobre o segmento no estado e ter outra percepção das potencialidades e dos desafios de cada região.

Um dos destaques foi a palestra do ex-participante do CNA Jovem, Cezar Busto, que falou sobre a sua experiência como líder no oeste baiano. “Os participantes chegaram com muita vontade e cheios de ideias. A Bahia tem três biomas e uma diversidade de culturas muito grande. Apresentamos dados de produtividade e as características das regiões para que eles consigam visualizar o estado como um todo. Estamos pensando, inclusive, em fazer visitas técnicas com os três que forem vencedores para eles chegarem em Brasília conhecendo melhor a agropecuária baiana”, revela.

Turma do CNA Jovem do Rio Grande do Norte

Morador de Nova Cruz (RN) e professor no curso de Medicina Veterinária da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Diogo Costa, 29 anos, é um dos participantes do CNA Jovem no Rio Grande do Norte. Para ele, um dos maiores méritos do programa é aproximar as futuras lideranças da realidade de quem vive no campo. É baseado nisso que ele vai desenvolver o seu plano de ação: a criação de comissões para avaliar pesquisas nas universidades que são viáveis para aplicação junto aos produtores rurais. “Ficamos muito restritos ao meio acadêmico e não sabemos o que o produtor está precisando. Essa etapa do CNA Jovem é uma oportunidade para conhecermos o potencial que o nosso estado tem e de irmos mais preparados para a fase nacional. De qualquer maneira, todos os 20 sairão daqui com mais consciência do que está faltando e poderão melhorar o estado”, acredita.

Participantes do programa em Santa Catarina

Filha de produtores rurais e formada em Tecnologia de Alimentos, Karine Casagrande, de 24 anos, ajuda na criação de gado de leite e de suínos da família desde cedo, em Concórdia (SC). Foi em casa que ela começou a entender a importância da renovação dentro da atividade. No Programa Empreendedor Rural (PER), do SENAR, ela também adquiriu outros conhecimentos e agora todos estão sendo novamente vistos no CNA Jovem. Em relação ao primeiro encontro realizado em Santa Catarina, Karine diz que ficou surpresa com a qualidade do programa e com possibilidade de conviver com colegas de todo o estado. “Todos estávamos eufóricos. Debatemos assuntos de liderança, sucessão, mercado, atualidades e o futuro do agronegócio. Fizemos atividades em grupo e a convivência entre todos foi muito boa. O PIB do Brasil está baseado no agronegócio e precisamos de renovação. Geralmente as pessoas mais novas têm essa visão de ampliar a produção e investir na atividade e o CNA Jovem é essencial para isso”, opina ela, que escolheu como tema do seu plano de ação a assistência técnica para pequenas propriedades rurais da sua região.

Etapa nacional

O Programa CNA Jovem tem como foco preparar jovens do meio rural de todo o País para impulsionar ainda mais o setor empresarial rural. Cada regional do SENAR irá selecionar três representantes para integrar o CNA Jovem 2016, que acontecerá em Brasília. A expectativa é que 81 jovens participem da fase nacional. Serão realizados quatro encontros, cada um com uma temática principal: propósito de liderança (8 a 10 de julho), diferencial do líder (19 a 21 de agosto), empreendedorismo (14 a 16 de outubro) e comunicação (25 a 27 de novembro).

A primeira edição do CNA Jovem, realizada entre outubro de 2014 e março de 2015, registrou 135 inscritos de 24 estados do Brasil. O processo de formação teve 258 horas/aula e uma metodologia inovadora, que permitiu o desenvolvimento pessoal e profissional dos jovens selecionados como líderes. Ao final, os cinco candidatos vencedores fizeram uma visita técnica à China para conhecer instituições de pesquisa, modelos de empreendedorismo e prospecção de negócios. Muitos dos egressos assumiram cargos de destaque no setor após a realização do CNA Jovem e também participaram de missões técnicas para países como Nova Zelândia e Estados Unidos.

Saiba mais sobre a edição 2016 do programa CNA Jovem clicando aqui.

Assessoria de Comunicação do SENAR
(61) 2109-4141
www.senar.org.br
www.facebook.com.br/SENARBrasil
www.twitter.com/SENARBrasil

Veja também