12/11/2019

Maratona de inovação apresenta soluções para pecuaristas de corte

Analista de projetos da Softex, empresa parceira da Rede AgroUp, fez a mediação das discussões. 

Brasília (12/11/2019) – Cinquenta profissionais, nove grupos e 52 horas ininterruptas para solucionar três desafios da bovinocultura de corte baiana: como melhorar a eficiência da mão-de-obra, custo de produção e o gerenciamento da propriedade.

Esse foi o hackathon AgroUp Conquista, realizado pela Rede AgroUp do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) entre os dias 8 e 10 de novembro em Vitória da Conquista (BA), durante a I Feira de Inovação e Tecnologia Agropecuária (e-Agro).

Foram escolhidos quatro perfis de participantes para a maratona, com conhecimento em agro, desenvolvimento e programação, marketing e negócios e designer. Os desafios foram apontados por produtores durante dois mapeamentos promovidos pelo AgroUp nos municípios de Itamaraju e Itapetinga.

Segundo a assessora técnica da Coordenação de Inovação do Sistema CNA/Senar, Thaise Sarmento, que acompanhou a maratona, o objetivo principal foi mobilizar a comunidade de inovação para os desafios do agro.

"A maioria dos participantes das áreas de desenvolvimento, negócios e designer, por exemplo, nunca tinha desenvolvido nada no tema agronegócio, além de precisarem de conhecimento sobre o setor para poder criar soluções inovadoras que atendam os produtores. Por isso a importância do Senar fazer esses eventos: para conectar a inovação ao produtor e vice-e-versa".

Em Vitória da Conquista, uma banca de jurados especializados escolheu as três melhores soluções que receberam os prêmios de R$ 3 mil (1º lugar), R$ 1,5 mil (2º lugar) e R$ 500 (3º lugar).

O primeiro lugar ficou com o aplicativo Mar.ia, “chat robô”, com uso de inteligência artificial, capaz de consultar bancos de dados e responder às perguntas de produtores e colaboradores sobre a produção pelo celular de maneira ágil e simples.

"O diferencial do aplicativo é que ele induz o produtor a manter o controle da propriedade por meio de notificações. Faz análise da cadeia e dá orientações ao produtor sobre como proceder em determinada situação. A Mar.ia vai poder ajudar o produtor a resolver uma de suas principais dificuldades que é fazer o controle da produtividade da fazenda,” explicou Alisson Jhonanthan Ivo Azevedo, da equipe que desenvolveu o aplicativo.

“Vamos buscar parcerias com o Senar e empresas para captar recursos financeiro e intelectual para melhorar a tecnologia”, ressaltou Azevedo.

O sensor de avaliação de pastagens “Senpa” ficou com o segundo lugar. Ele utiliza uma estrutura simples de luzes especiais para avaliar a qualidade dos pastos com precisão. O terceiro lugar ficou com o “Telepeão”, que é um check list virtual das atividades na fazenda com comprovação por fotos e vídeos para acompanhamento em tempo real do cumprimento as tarefas de manejo do gado.

Vitória da Conquista é a terceira maior cidade da Bahia, ficando atrás apenas de Salvador e Feira de Santana. Tem destaque na produção agropecuária principalmente de bovinocultura de corte e de leite e café, além de ser polo universitário.

O próximo hackathon da Rede AgroUp irá buscar soluções para a cadeia do café em Belo Horizonte (MG) durante a Semana Internacional do Café, de 20 a 22 de novembro.

Assessoria de Comunicação CNA
Fotos: Thaise Sarmento
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
cnabrasil.org.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil

Veja também