11/04/2016

Instrutores da área de mecanização do SENAR-MT passam por capacitação continuada em Sorriso

O Centro de Treinamento e Difusão Tecnológica de Sorriso abriga nesta semana (até dia 15 de abril) uma turma composta por 15 instrutores credenciados junto ao Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (SENAR-MT) da área de mecanização agrícola. Trata-se de uma capacitação continuada em parceria com a Empresa CaseIH.

De acordo com a gerente de Educação Profissional Rural do SENAR-MT, Tatiane Perondi, a representante da fábrica em Sorriso, Araguaia CaseIH, disponibilizou uma colheitadeira 8230 e a fábrica, o instrutor Jhonathan Takara. "A capacitação continuada tem carga horaria de 40 horas e ocorre no Centro de Treinamentos por ser espaço adequado para cursos da área de mecanização ", definiu. 

Tatiane destaca que parcerias como esta são fundamentais para o ensino-aprendizado ocorrer da melhor maneira possível. "Uma das dificuldades do SENAR-MT é encontrar máquinas disponíveis para o treinamento, por isso a parceria com os fabricantes e representantes dos maquinários é muito importante para que os alunos possam exercitar a teoria fazendo a prática", avalia.

Esta não é a primeira vez que a CaseIH é parceira do SENAR-MT. No ano passado a empresa emprestou uma máquina para a instituição de ensino rural que pode oferecer a parte prática do Programa Campo Aprendiz de mecanização agrícola, em Cuiabá. "Em 2016 já fechamos parceria com a Case IH para realização de uma qualificação em colheitadeira de cana-de-açúcar, com data ainda a ser definida", antecipou a gerente.

A instituição se mantém disponível para parcerias com as demais fábricas de maquinários e representantes regionais, possui inclusive o assessor de Relações Institucionais, Walter Valverde, focado na busca destas parcerias. "Todos saem ganhando com a aula prática. O SENAR-MT consegue treinar os participantes dos seus cursos com aulas práticas, os participantes exploram da melhora forma o ensino-aprendizado podendo tirar dúvidas na hora da operação e o produtor rural terá um trabalhador mais capacitado, pois com o treinamento eles terão o conhecimento do que realmente pode acontecer durante uma operação no campo e vão conseguir o melhor desempenho da máquina, evitando problemas mecânicos, má utilização do maquinário e desperdícios", conclui Tatiane.

Assessoria de Comunicação do SENAR-MT
www.senarmt.org.br

Veja também