Desenvolvimento rural sustentável passa por cooperação e parcerias internacionais
IMG 1636

Assunto foi debatido por autoridades e especialistas no seminário Agro em Questão

11 de setembro 2018
Por CNA

Brasília (12/09/2018) – Os financiamentos para desenvolver a produção sustentável no Brasil abriram os debates nesta quarta (12) do “Agro em Questão: Cooperação Internacional e Desenvolvimento Rural Sustentável”, na sede da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em Brasília.

O evento reuniu embaixadores, representantes de embaixadas, organismos internacionais, bancos de fomento e desenvolvimento, fundos de financiamento, governo e setor produtivo para debater, entre outros temas, os desafios da produção sustentável e mudanças climáticas em meio ao crescimento da demanda mundial por alimentos.

O primeiro painel do dia abordou o tema “Fundos internacionais, setor público e produtores rurais: parcerias para o desenvolvimento sustentável da agropecuária no Brasil”. A superintendente de Relações Internacionais da CNA, Lígia Dutra, foi a moderadora das discussões e falou sobre a importância da produção sustentável.

“O setor agropecuário brasileiro vem fazendo muito pelo Brasil e pelo mundo, aumentando a sua produtividade sem aumentar a área de produção, com sustentabilidade e respeito ao meio ambiente. Temos uma grande missão de produzir alimentos para o mundo e precisamos inovar porque a população mundial está em constante crescimento”, disse.

Érico Rocha, da Secretaria de Assuntos Internacionais do Ministério da Fazenda, falou sobre o Fundo Verde do Clima (GCF), que financia ações para reduzir a emissão de gases de efeito estufa e que começou a atuar no Brasil. Fabiana Dumont, do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), apresentou ações do organismo no semiárido nordestino, e a coordenadora de Cooperação Internacional do Ministério da Agricultura, Lucy Frota, fez um relato da atuação da pasta.

Desafios - O tema do segundo painel foi “Os desafios das mudanças climáticas para a produção de alimentos: a cooperação entre agricultores brasileiros e organizações internacionais”. O moderador foi o representante da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) no Brasil, Alan Bojanic, que defendeu apoio mútuo entre os países nesta questão.

Áreas de atuação