06/10/2021

CNA reúne grupo de trabalho das mulheres do agro

Brasília (06/10/2021) O Grupo de Trabalho das Mulheres do Agro discutiu, na quarta (6), a importância da representação sindical para o desenvolvimento do agro brasileiro. O GT foi criado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) em 2018 e tem a participação de produtoras e presidentes dos sindicatos rurais de todo o País.

“É um grupo institucional para debater a importância da liderança feminina dentro do sistema sindical e fortalecer as mulheres do agro. Na reunião de hoje buscamos sinergia e trocamos experiências para que possam ser replicadas nos estados”, afirmou Cecília Naves, coordenadora do GT.

Na reunião, produtoras da Bahia, Mato Grosso e Paraná apresentaram suas experiências à frente de sindicatos rurais.

“Assumi em 2016 como a primeira mulher presidente do Sindicato Rural de Luís Eduardo Magalhães. De lá para cá, trabalho para incentivar as mulheres a participarem dos sindicatos rurais, de cooperativas e associações, além de despertar o interesse delas para os programas e capacitações do Senar”, afirmou Carminha Missio, produtora e vice-presidente da Federação de Agricultura e Pecuária da Bahia (Faeb).

Ela destacou que na Bahia há aproximadamente 91 sindicatos com 120 mulheres compondo diretorias executivas, o que, na sua avaliação, representa um avanço muito grande.

Ida Beatriz Miranda Sá, presidente do Sindicato Rural de Cáceres (MT), afirmou que a entidade tem feito diversas ações para identificar o que a base precisa para oferecer atendimento, capacitações e aproximar mais as mulheres do sindicato. Uma das iniciativas foi passar a compor os conselhos de educação e meio ambiente do município, para levar a visão dos produtores rurais, e promover seminários locais.

“A capacitação é muito importante para fortalecer as mulheres. Se ainda não são capacitadas, vamos capacitá-las para quem está na ponta produzir melhor e com consistência. Queremos trazê-las para perto”. Ida também ressaltou a importância do envolvimento dos jovens no sistema sindical e o trabalho conjunto das mulheres para fortalecer o sistema e o setor agropecuário.

A presidente do Sindicato Rural de Teixeira Soares (PR) e coordenadora da Comissão Estadual das Mulheres da Federação da Agricultura do Estado do Paraná (Faep), Lisiane Rocha Czech, falou sobre a criação da comissão e das estratégias para ampliar a participação de mulheres no sistema sindical do estado.

“A comissão tem 16 mulheres distribuídas no sistema sindical, desenvolvendo estratégias para fortalecer a representatividade política dos produtores rurais do Paraná. São ações de apoio e fortalecimento dos grupos locais, capacitação e desenvolvimento pessoal, aprimoramento da gestão, organização e rotinas e também comunicação e marketing”, explicou.

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
cnabrasil.org.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil
youtube.com/agrofortebrasilforte

Veja também