07/12/2018

CNA discute ajustes no protocolo de tipificação de carcaças

Brasília (07/12/2018) – A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) vai fazer pequenos ajustes no protocolo de classificação e tipificação de carcaças bovinas para atender a algumas solicitações do Ministério da Agricultura. O assunto foi discutido durante a reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Carne Bovina, nesta quinta (6), em Brasília.

O Protocolo Tipificar, coordenado pela CNA, terá um sistema único de classificação das carcaças pelos frigoríficos. Entre as vantagens estão a melhor remuneração para aqueles que produzem animais de qualidade, maior transparência na negociação e produtos diferenciados para os consumidores.

“Vamos nos reunir para fazer os últimos ajustes e entregar uma versão final para o Ministério provavelmente no início do ano que vem”, afirmou o assessor técnico da Comissão Nacional de Bovinocultura de Corte da CNA, Ricardo Nissen.

Outro assunto debatido no encontro foi o pedido de antecipação da retirada da vacinação contra a febre aftosa, a partir de 2019, pelo Instituto Mato-grossense da Carne (Imac). O Paraná já tinha sido autorizado a parar de imunizar o seu rebanho no ano que vem, assim como Rondônia e Acre.

A pauta do encontro incluiu, ainda, temas como logística reversa e a proposta de criação de um banco de antígenos e de reserva de vacinas contra a febre aftosa. O coordenador dos Protocolos de Rastreabilidade do Instituto CNA, Paulo Costa, também participou da reunião.

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
cnabrasil.org.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil

Áreas de atuação

Pecuária de Corte

Veja também