18/07/2017

Adidos agrícolas visitam obras do Centro de Excelência de Bovinocultura de Corte do SENAR

Depois de conhecer as ações do Sistema FAMASUL – Federação de Agricultura e Pecuária de MS e o potencial agropecuário do estado, a segunda parada do grupo de adidos em Mato Grosso do Sul foi o Centro de Excelência em Bovinocultura de Corte do SENAR – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, na tarde dessa segunda-feira (17).

A estrutura, que está sendo construída, fica na sede da Embraba Gado de Corte, em Campo Grande. A visita faz parte da programação da segunda edição do Programa Intercâmbio AgroBrazil da CNA – Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária do Brasil.

O superintendente do SENAR/MS – Serviço de Aprendizagem Rural, Lucas Galvan, apresentou o projeto estrutural do Centro e falou do desafio da entidade. “A intenção é oferecer aos alunos conhecimentos que levem o produtor a alcançar números ainda melhores na pecuária. Para isso, o SENAR fará uma série de investimentos na educação para técnicos e profissionais que atuarão nesse segmento nos próximos anos”.

Para a superintendente de relações internacionais da CNA, Lígia Dutra, que acompanha o intercâmbio, o grupo tem total interesse em conhecer mais sobre o SENAR/MS. “As embaixadas, que são de países em desenvolvimento, assim como o Brasil, querem saber como a nossa agricultura se transformou nessa potência que é hoje. Desejam entender melhor a respeito da transferência de tecnologia no campo e como a assistência rural e a capacitação acontecem”.

Apesar da baixa temperatura registrada ontem, na Capital, os representantes de sete países também percorreram a fazenda modelo da Embrapa, passando pelas experiências com novas pastagens, sistema ILPF – Integração Lavoura Pecuária Floresta e ficaram entusiasmados com o que já viram até aqui. “Para nós, que agora estamos morando no Brasil e temos responsabilidades sobre as negociações com o país, é essencial ter essas informações precisas sobre a produção local”, afirma o argentino, Javier Dufourquet, conselheiro agrícola da Argentina.

Nesta terça-feira (18) o grupo realiza a visita técnica no município de Miranda, localizada a 200 quilômetros de Campo Grande, onde conhecem propriedades rurais que recebem o atendimento do SENAR/MS e que são consideradas casos de sucesso em gestão e produtividade. “O objetivo do programa é trazer os diplomatas que ficam cedidos em Brasília para conhecer como funciona nossa produção. Nossa meta é trazê-los para próximo do produtor”, explica a superintendente de relações internacionais, Lígia Dutra, da CNA.

Assessoria de comunicação do Sistema Famasul/SENAR-MS
www.famasul.com.br

Veja também