Manual Técnico - Biosseguridade e resposta a emergência sanitária para a produção de animais de aquicultura

BIOSSEGURIDADE

Segundo dados da FAO, em 2014, a produção mundial de pescado (para consumo humano) obtido pela aquicultura superou a produção de pescado obtido pela pesca extrativa.

Nesse cenário, um dos maiores desafios para o aumento da produção de pescado obtido pela aquicultura é o controle de doenças nos cultivos. Independentemente do que se cultiva (crustáceos como camarões; peixes exóticos como a tilápia; peixes nativos como o tambaqui; moluscos como as ostras e os mexilhões etc.), é sabido que, dependendo da dimensão do surto de uma doença, a atividade pode ser totalmente inviabilizada economicamente.

A biosseguridade no cultivo de animais aquáticos é a atenção dada pelo produtor, pelos seus funcionários e pelos colaboradores às práticas que devem ser adotadas na propriedade para evitar a ocorrência de doenças nos plantéis.

Áreas de atuação

Aquicultura

Veja também