Redução nos preços médios obtidos pelos produtores de mamão papaia culminam em margens negativas

Por: CNA em parceria com o SENAR e o CIM/UFLA

“Demanda retraída em função da pandemia de Covid-19 e aumento dos preços de insumos, comprometeram as margens dos produtores de mamão nos primeiros cinco meses de 2021.”

Segundo a FAO, em 2019, o Brasil era o terceiro maior produtor mundial de mamão, ficando atrás apenas da Índia e República Dominicana. A exportação da fruta trouxe receita superior a US$ 42 milhões em 2020, mesmo em um cenário de pandemia. Já em relação aos dados parciais de 2021, nos primeiros cinco meses do ano, a exportação de mamões já ultrapassou US$ 22 milhões, valor 30% superior à receita do mesmo período de 2020.

Áreas de atuação

Fruticultura

Veja também