Produção conjunta de Tambaqui e Tambatinga: uma análise da região de Alta Floresta (MT)

Na região de Alta Floresta (MT) os produtores conduzem a produção de duas espécies, tambaqui e tambatinga. A produção inicia-se com aproximadamente 15 mil alevinos, sendo metade de tambaqui e metade de tambatinga, em viveiros separados. A despesca da tambatinga é realizada com 270 dias de produção e a do tambaqui com 330 dias, não sendo adotadas estratégias de escalonamento da produção. Nessa região, a propriedade modal é caracterizada por apresentar 120 hectares (ha) de área total, dos quais são destinados para a piscicultura em torno de 2% (2,2 ha), com 2,0 ha de espelho d’água.

Áreas de atuação

Aquicultura

Veja também