Central de Comunicação // CNA

09/08/2017

Produtores de cana-de-açúcar participam do Dia de Mercado em Campo Florido

Brasília (09/08/2017) – Mais de cem produtores rurais participaram do Dia de Mercado de Cana-de-açúcar, promovido pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (FAEMG), nesta quarta (9), em Campo Florido (MG).

A abertura do evento contou com a presença do Prefeito de Campo Florido, Renato Lopes, do vice-presidente da FAEMG, Weber de Andrade, do presidente do Sindicato de Campo Florido, Márcio Guapo, do presidente do Sindicato Rural de Uberaba, Romeu Lopes e do presidente da Cana Campo, Marcos Brunozzi.

A primeira palestra “Custos de produção” foi apresentada pelo engenheiro agrônomo e gestor de projetos do Programa de Educação Continuada em Economia e Gestão de Empresas (Pecege), João Rosa.

Segundo ele, “o gerenciamento da propriedade é fundamental para encontrar gargalos e tomar decisões seguras. Não há sucesso em um negócio que não se gerencia”.

O diretor do Centro de Cana do Instituto Agronômico de Campinas (IAC), Marcos Landell, conduziu o debate seguinte sobre tecnologias para uma nova canavicultura. De acordo com ele, nessa realidade, os canaviais deverão ter de 30 a 100 mil “colmos” por hectare.

“Isso trará como consequência maior produtividade agrícola, maior longevidade dos canaviais, maior eficiência no processo de colheita mecânica e otimização dos insumos e adubos e outros produtos utilizados no processo produtivo”, explicou Landell.

A terceira palestra foi sobre previsões meteorológicas para a região de Campo Florido. A meteorologista Nadiara Pereira disse que a neutralidade climática (sem “El Niño” ou “La Niña”) deve persistir ao longo dos próximos meses e o retorno das chuvas deve ser irregular no Sudeste do Brasil.

A última palestra sobre o mercado do setor sucroenergético foi apresentada pelo diretor da consultoria agrícola DATAGRO, Guilherme Nastari, que iniciou o debate afirmando que “melhor do que produzir açúcar e álcool, é vender açúcar e álcool”.

Nastari enfatizou também que o grande segredo da produção de cana-de-açúcar brasileira é a flexibilidade, ou seja, produzir açúcar e etanol.

O Dia de Mercado foi encerrado com um debate entre os palestrantes, conduzido pelo presidente da Comissão Técnica da Cana-de-açúcar da FAEMG, Nelson Krastel.

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109 1419

cnabrasil.org.br
canaldoprodutor.tv.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA

Veja também