Central de Comunicação //

10/01/2018

Climate expande suas pesquisas de agricultura digital em âmbito global

Por Notícias Agrícolas

A Climate Corporation, negócio de agricultura digital da Monsanto, anuncia nesta semana, 17 avanços tecnológicos que vão acelerar o pipeline global de pesquisa e inovação da empresa em 2018. Esses 17 projetos evoluíram de um total de mais de 35 que estão sendo conduzidos pela Climate; eles trazem avanços na área de diagnósticos de pragas e doenças, prescrições de fertilidade de solo e seleção de sementes.

"Nosso pipeline de inovação abrange muitas áreas de pesquisa e combinamachine learning, análise de dados e modelagem preditiva e pesquisas agrícolas em escala, para identificar as muitas variáveis que afetam a produtividade das culturas", explica Sam Eathington, diretor de ciências da Climate.

Segundo Eathington a empresa está usando ciência de ponta para criar ferramentas digitais que melhorem a produtividade nas propriedades rurais e gerem valor aos agricultores. "Com os recentes lançamentos da nossa plataforma Climate FieldView™, líder do setor, no Brasil, Canadá e Europa, estamos ampliando nossos esforços de pesquisas e acelerando a velocidade da inovação para fornecer aos agricultores informações ricas em dados para ajudá-los a otimizar os insumos e maximizar o rendimento".

Em janeiro de 2017, a Climate apresentou seu pipeline de inovação, trazendo mais de 35 projetos. O pipeline da Climate é o primeiro de seu tipo na indústria de agricultura digital. Em agosto de 2017, a empresa avançou sete projetos para novas fases do pipeline. Hoje, a Climate está divulgando a aceleração de outros 10 avanços de pesquisa e inovação, que combinam dados de campo exclusivos com ciência e análise de ponta, para fornecer suporte aos agricultores e auxiliá-los nas tomadas de decisões gerenciais.

 

Veja também