Guia do Crédito Rural - Safra 2017 / 2018

A política de crédito rural, desde a sua institucionalização, em 1965, é importante indutora da adoção de tecnologias no campo, da modernização da agropecuária nacional e da elevação dos volumes produzidos, o que permitiu ao Brasil fgurar entre os principais produtores e exportadores de diversos produtos agropecuários.

O agronegócio brasileiro tem sido o forte esteio da nação, gerando produção de alimentos e commodities, emprego, renda, saldos positivos da balança comercial e divisas para o nosso país. Todos os anos, o governo federal divulga o Plano Agrícola e Pecuário com o montante de recursos e as condições que deverão ser observadas pelas instituições para o fnanciamento aos produtores rurais.

Atualmente, o volume de recursos anunciado pelo governo federal para um ano agrícola (julho a junho do ano subsequente) atende a aproximadamente um terço da necessidade de fnanciamento do setor. Grande parte dos produtores rurais utiliza esses recursos para a realização de investimentos e para o custeio de suas atividades.

Para a outra parcela de recursos necessária para a safra, os produtores recorrem a outras formas de fnanciamento de suas atividades, como fornecedores de insumos, tradings e recursos próprios. Com o objetivo de disseminar conceitos e informações relevantes sobre as normas e condições do crédito rural e proporcionar aos produtores rurais conhecimento para a gestão mais eficiente das suas atividades, a Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) elaborou o Guia do Crédito Rural.

Neste guia, são apresentadas as condições gerais do crédito rural, como fnalidades, itens financiáveis, taxas de juros vigentes para o ano agrícola 2017/2018, classifcação dos produtores de acordo com a renda do empreendimento, prazos para reembolso, garantias, cédulas de for- malização das operações, instituições que atuam com crédito rural, fontes de recursos, assim como as regras específcas de programas de investimento operados com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O conhecimento das condições das principais linhas de crédito disponíveis no sistema financeiro, bem como dos programas que podem contribuir para melhorar a infraestrutura da propriedade e a competitividade dos empreendimentos, deve trazer oportunidade de melhorias e aumento da rentabilidade dos negócios no setor agropecuário.

Clique na imagem abaixo e acesse: