Central de comunicação // Comissões nacionais da CNA

Relações Internacionais

Últimas notícias



Artigos


Vídeos


Conteúdo Especial: Relações Internacionais

Acesse Conteúdos especiais gratuitos!

Cadastre-se para ter acesso ilimitado ao conteúdo e receba as novidades do setor

Formulário de cadastro de emails

Relatórios

Informativo Especial 01 Relações Internacionais

Barreiras Comerciais: Os Picos Tarifários Japoneses e o Agronegócio Brasileiro

Para acessar esse grande mercado, os produtos brasileiros precisam passar pela alfândega japonesa, pagando elevadas tarifas de importação. O Brasil, por ser um país em desenvolvimento, ainda tem acesso a um tipo especial de tarifa japonesa: o Sistema Geral de Preferências (SGP). Por meio dele, o Japão beneficia o exportador brasileiro com tarifas mais baixas para determinados produtos.

Superintendência de Relações Internacionais

A expansão da produção agropecuária para exportação, com a diversificação da pauta exportadora e agregação de valor em relação aos produtos primários, torna-se um dos principais motores de crescimento da economia brasileira.

A Superintendência de Relações Internacionais da CNA desenvolve ações para fortalecer a projeção internacional do agronegócio brasileiro e ampliar o acesso a mercados. A atuação é baseada em três pilares: Inteligência Comercial, Negociações Internacionais e Cooperação Internacional.

A área de Inteligência Comercial prepara análises e estudos de estatísticas e conjuntura de comércio exterior, impactos de acordos de integração regional e de livre comércio, tendências de consumo, ambiente competitivo e oportunidades de negócios em mercados importadores de produtos agrícolas. É a área responsável pelo Boletim do Agronegócio Internacional e pela Nota de Imprensa sobre a balança comercial, estudos de Picos e Escaladas Tarifárias, dentre outros.

A área de Negociações Internacionais acompanha as negociações de acordos comerciais internacionais, acordos sanitários e fitossanitários, contenciosos agrícolas e deliberações em fóruns bilaterais e multilaterais, como a Organização Mundial do Comércio (OMC), Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), dentre outras, que envolvem assuntos de interesse do setor agropecuário brasileiro. Monitora, também, os entraves ao comércio agrícola brasileiro, identificando as barreiras tarifárias e técnicas e as legislações nos países importadores, que podem afetar as exportações brasileiras. 

Cooperação Internacional, a mais nova área de SRI, é o radar do Sistema CNA na busca de novas parcerias e fontes de recursos. Essa área é responsável por prospectar oportunidades de cooperação técnica e financeira para projetos do Sistema CNA com agências nacionais e estrangeiras, representações diplomáticas, organismos internacionais, bancos de desenvolvimento, fundos, entidades privadas e do terceiro setor, entre outras instituições. Além disso, capta recursos por meio da comercialização dos produtos doSENAR para clientes internacionais.

Relato das ações da Comissão

•    Responsável pelas análises e estudos de estatísticas e conjuntura de comércio exterior, impactos de acordos de integração regional e de livre comércio.
•    Acompanha as negociações de acordos comerciais internacionais, acordos sanitários e fitossanitários, contenciosos agrícolas e deliberações em fóruns bilaterais e multilaterais. 
•    Desenvolve relações institucionais, propõe linhas de cooperação e monitora a divulgação de editais e chamadas públicas, além de adotar uma abordagem prospectiva na promoção dos produtos do Senar para governos e organismos internacionais.

Superintendente
Array Lígia Dutra

cna@cna.org.br

Contatos

cna@cna.org.br / (61) 2109 - 1400